O que declarar no Imposto de Renda 2019

Está chegando a época da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física, referente ao ano-calendário de 2018. Esse ano, a entrega começa no dia 07 de março e vai até o dia 30 de abril. A declaração é obrigatória para quem recebe rendimentos tributáveis cuja soma supera R$ 28.559,70.

Também é obrigado a declarar o imposto quem recebeu acima de R$ 40 mil em rendimentos não tributáveis ou descontados na fonte; pessoas que tiveram lucro em atividade rural acima de R$ 142.798,50; e quem tem propriedades de bens e direitos acima de R$ 300 mil.E, apesar do fim do prazo ainda parecer longe, é preciso já reunir toda a papelada necessária, devido à grande quantidade de documentos necessários para a declaração, entre comprovantes, informes de rendimentos, notas fiscais. Além disso, muita gente ainda tem dúvidas sobre quais documentos são necessários e o que é preciso declarar.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto?

Veja o que declarar no Imposto de Renda 2019.

Informações gerais

– Informações pessoais (nome, CPF e data de nascimento);

– Dados da conta bancária;

– Endereço;

– Cópia da última declaração de Imposto de Renda Pessoa Física entregue;

– Atividade profissional.

Dependentes

Os dependentes devem ser listados, assim como o grau de parentesco e o CPF dos mesmos. Podem ser considerados dependentes companheiro com quem o contribuinte tenha filho ou conviva há mais de cinco anos, cônjuge, filho ou enteado até 21 anos (caso o filho esteja estudando em escola técnica ou universidade, o limite é de 24 anos), pais, avós e bisavós que não paguem imposto. Também pode ser declarado como dependente menor de 21 anos de quem o contribuinte seja tutor.

Renda

– Informe de rendimentos de instituições financeiras;

– Informes de salários, pró-labore, aposentadoria, pensão, distribuição de lucros, entre outros;

– Informes de rendimentos de alugueis de bens móveis e imóveis recebidos de PJs;

– Informes e comprovantes de outras rendas como pensão alimentícia, herança, doações, entre outros;

– Informe de rendimento de programas fiscais – Nota Fiscal Paulista, por exemplo;

– Resumo mensal do livro-caixa com memoria de cálculo do carnê-leão e DARFs do carnê-leão;

– Controle de compra e venda de ações

– DARFs de renda variável.

Bens e Direitos

– Imóveis, veículos, aeronaves, embarcações e bens móveis com valor maior que R$ 5 mil;

– Saldos de conta-corrente, poupança e aplicações financeiras que tenham mais de R$ 140 mil;

– Conjuntos de ações, cotas ou quinhão de capital de uma mesma empresa e ouro com valor igual ou superior a R$ 1 mil.

Dívidas e Ônus

– Documentos de dívidas e/ou ônus contraídos e/ou pagos em 2018;

– Renda variável;

– DARF de renda variável;

– Controle de compra e venda de ações.

Pagamentos/Doações

– Despesas médicas e odontológicas em geral;

– Recibos de pagamentos ou informe de plano ou seguro saúde;

– Comprovantes de despesas com educação;

– Comprovante de pagamento de Previdência Social e Previdência Privada;

– GPS e copia da carteira profissional de empregado doméstico;

– Recibo de doações.

– Comprovantes oficiais de pagamento a candidato político.

Tem dúvidas? A PartWork oferece serviço completo para a declaração do Imposto de Renda. Fale com os nossos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.